« . « . « . « . « . A VIDA É MUITO FRÁGIL . « . « . « . « . «

Como funciona o tráfico de pessoas - Por Alexandre Versignassi

Você vai adorar. Consegui um emprego. O trabalho é fácil, o salário é bom e é superdivertido”, disse Victoria, com uma arma apontada na cabeça em Israel. Do outro lado da linha estava sua amiga Ludmila Balbinova, em Tiraspol, na Moldávia. Sol e mar em Israel, trabalhando como garçonete. Por que não? A moça topou. Só não sabia que acabava de ser mais um peixe a cair na rede do tráfico de mulheres para prostituição.

Ludmila não precisava preocupar-se com passagens: a amiga passou o contato de uma mulher que resolveria tudo. Ela foi posta num trem até Odessa, na Ucrânia, e, de lá, em outro para Moscou, com outras dez meninas. Quando chegaram, tiveram os passaportes confiscados e foram presas num quarto por uma semana. Foi aí que a ficha começou a cair para Ludmila. Ela e mais três mulheres foram levadas ao aeroporto.

Você realmente sabe aonde está indo? Tem certeza de que quer fazer isso?”, perguntou-lhe um policial federal antes de carimbar sua saída no passaporte. Não, não tinha certeza. Ainda assim, seu “guarda-costas” não permitiu que “fizesse nenhuma gracinha”. Em quatro horas de voo, chegariam ao Cairo. No Egito, elas ficaram presas num hotel até serem levadas de jipe a beduínos que as atravessariam pelo deserto até Israel.

Do outro lado da fronteira, as meninas foram entregues aos seus compradores: homens que falavam entre si em hebraico, mas se dirigiam a elas em russo. Eram da máfia russo-israelense.

De 1989 em diante, judeus da ex-URSS puderam arranjar a cidadania israelense. Para criminosos, o novo passaporte serviu de chave para as portas do mundo. E sindicatos russo-judeus desenvolveram a prostituição como seu principal negócio.

Tudo que você deve saber para alertar crianças contra raptos

Não há medo maior para pais, avôs ou qualquer pessoa responsável pelo bem-estar de uma criança amada do que perdê-la em um lugar público. É por isso que a maioria de nós ainda tem as palavras "não fale com estranhos" em nossas memórias.

Todos com certeza devem lembrar que, frequentemente, nossos pais nos lembravam de não aceitar doces ou passeios de carro de pessoas desconhecidas.

Mas pode haver dois grandes problemas com esse tipo de conselho: primeiro, as crianças não prestam muita atenção a esse conselho, e segundo, isso nem sequer se aplica à grande maioria dos casos de rapto de crianças.

Missing Children Europe: Missing Futures

Missing Children Europe is the European Federation for Missing and Sexually Exploited Children, which represents 28 non-governmental organisations from 19 EU Member States and Switzerland.
These grassroots organisations are active at the national and local levels to prevent and support victims in cases of the disappearance and sexual exploitation of children. Missing Children Europe is supported under the European Commission's Daphne Programme.
"Futures" has been created by the Brussels based agency Webbit Films www.webbitfilms.com for the promotion of the 116 000 European hotline for missing children - available today in 17 European countries to offer emotional, social and legal help to families and children faced with a disappearance.

Tráfico Humano

Campanha Coração Azul contra o Tráfico Humano
Se te oferecem para ir para outro país, quer seja com casamento e uma vida de rainha, ou mesmo trabalho com alojamento, principalmente carreira de modelo, altos salários, por favor informe-se.
Lembre-se; Ninguém dá nada para ninguém!

Abandono de idoso é crime

Abandonar o idoso em hospitais, casas de saúde, entidades de longa permanência, ou congêneres, ou não prover suas necessidades básicas, quando obrigado por lei ou mandato de atenção e cuidados.

É CRIME!

Lei 10741/2003, artigo 98

Pena de 6 meses a 3 anos e MULTA

Tráfico Humano – BORDER WARs - Imigrantes tentando entrar ilegalmente nos EUA

imigrantes ilegais suplicando por trabalho braçal
Essa "geringonça" é muito grave, por favor não tentem entrar ilegalmente aos Estados Unidos pelo deserto mexicano.

Há tantas histórias "reais" com todo tipo de violências, são sofrimentos que podem ser evitados, antes de cair em mãos dos mais violentos criminosos, como extorsões, raptos, sequestros, drogas, assassinatos, estupros, ou mortes por desidratação, que torna-se até inútil relata-las.

Se alguém está propenso a imigrar, por favor se prepare e tente fazer as coisas corretas, estude e tenha uma profissão como ferramenta útil em vossa vida.

Gastar as economias de uma vida e depois ficar numa esquina suplicando por trabalho, nos causa muita tristeza encontrar grupos de jovens em muitas esquinas parados esperando por trabalho que nunca vem, isto é desesperador.

Menina Virtual - Uma pequena luz no final do tunel

Menina virtual conseguiu identificar mais de mil predadores sexuais em 65 países. Atitudes como essa sempre terão o total apoio de nosso "Amigos ao Resgate".

Ela foi criada pela ONG Terra de Homens, para se passar por uma filipina de dez anos e assim chegar aos predadores que estavam dispostos a pagar para ver apresentações sexuais virtuais, via webcam.

Após 20 anos da Conferência de Viena, direitos humanos são mais importantes do que nunca


Apesar dos progressos significativos nas últimas duas décadas desde a convocação de uma conferência global de direitos humanos em Viena, na Áustria, milhões de pessoas ainda sofrem com a falta desses direitos básicos.

Família de carrascos - Até quando vamos permitir estes crimes contra as mulheres

Mulher que passou 3 anos presa em banheiro por não pagar o dote é libertada pela polícia.
 

Esta indiana de 25 anos teria vivido os últimos três anos no banheiro de sua casa por não cumprir as exigências do marido pelo dote, de acordo com a polícia.

As informações são do The Times of Índia.

A vítima foi resgatada no domingo pela polícia em sua casa em Rambagh. A policial Seema Kumari a encontrou usando roupas em farrapos, despenteada e com as unhas grandes.

"A mulher mal conseguia abrir os olhos sob a luz do sol, como se estivesse sobrevivendo nas trevas em um espaço minúsculo. Embora casada, ela não tinha nem a marca vermelha na cabeça e nem o tal - bindi na testa", descreveu Seema.